Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Alunos do Ifes de Vila Velha fazem protesto contra cortes na Educação

Notícias

Educação

Alunos do Ifes de Vila Velha fazem protesto contra cortes na Educação


Cerca de 200 estudantes e 30 servidores do Ifes de Vila Velha realizam um protesto na manhã desta quarta-feira (15). O ato começou por volta das 9h30 e acompanha um movimento nacional que ocorrem após o anúncio de cortes e bloqueios pelo ministro da Educação no governo Jair Bolsonaro. 

Recursos para todas as etapas de ensino, da educação infantil à pós-graduação, foram reduzidos ou congelados. A medida inclui verbas para construção de escolas, ensino técnico, bolsas de pesquisa e transporte escolar.

Cerca de 200 alunos e 30 servidores participam da manifestação na manhã desta quarta (15) (Foto: Foto do leitor)
Cerca de 200 alunos e 30 servidores participam da manifestação na manhã desta quarta (15) (Foto: Foto do leitor)

"A manifestação dos estudantes é importante pelo que o corte representa: o sucateamento da educação. Na realidade, os alunos não estão exigindo nada que seja supérfluo, o que eles querem é manter o Ifes em funcionamento, com qualidade", explica Wilson Camerino, prefessor do instituto ne um dos manifestantes.

Camerino ainda explica de que maneira esses possíveis cortes afetarão o dia a dia dos estudantes. "Nossos alunos não querem se deparar, daqui a alguns meses, com um campus infuncional, com cortes nos serviços prestados e até mesmo com o sucateamento da educação nos próximos anos".

Alunos
Alunos

Organizados por sindicatos de professores e servidores das universidades, os protestos devem ter a adesão de estudantes e também de trabalhadores da educação das redes pública e privada de ensino fundamental e médio. Dezenas de escolas particulares em São Paulo, no Rio e em outros estados planejam parar no dia de protesto.

Em Vitória, terão duas concentrações na tarde desta quarta: uma em frente ao Teatro Universitários da Ufes, em Goiabeiras; a outra será em frente ao Ifes Vitória, em Jucutuquara. Ambas terão início a partir das 16h30.

Todas as duas manifestações seguirão sentido à Assembleia Legislativa do Espírito Santo, na Enseada do Suá, também na Capital. A expectativa é que os dois atos se encontrem no final da Reta da Penha e, depois sigam, para a Ales.

Além do ato em Vitória, manifestações semelhantes acontecem em Alegre, São Mateus e Colatina. Também no Norte do Estado, mais especificamente em Montanha, alunos e servidores do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), e de escolas das redes estaduais e municipais, também saíram às ruas na manhã desta quarta.

Algumas escolas da rede municipal de Vila Velha aderiram à paralisação nacional de professores e estudantes contra o anúncio de corte de verbas na educação feito pelo governo federal. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, as aulas foram canceladas em 20 das 100 instituições de ensino do município. A decisão foi comunicada aos pais e responsáveis de alunos na terça-feira (14).

A secretaria informou ainda que as aulas serão repostas. "A administração municipal respeita plenamente o direito dos trabalhadores em reivindicar", completou.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados