Tribuna Online: notícias, esporte e cultura no Espírito Santo e do mundo – ‘Baronesa do tráfico’ é presa na Serra
Search
sexta-feira 20 janeiro 2017
  • :
  • :

‘Baronesa do tráfico’ é presa na Serra

Barbara dos Reis Rodrigues, a “Baronesa” do tráfico

Barbara posa no Paraguai com Camaro prata que a polícia acredita ser dela. Acusada ia ao país comprar maconha. Fotos: Reprodução/Facebook

A polícia prendeu a “Baronesa” do tráfico, na tarde dessa terça-feira (10), em Colina de Laranjeiras, na Serra. Barbara dos Reis Rodrigues, 25 anos, é acusada de ser uma das maiores fornecedores de maconha da Grande Vitória.

“Ela mesma se identificava como ‘Baronesa’, em função da posição que ocupava no tráfico de drogas”, explicou o delegado Augusto Giorno, da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (Deten).

Por meio de investigação que durou 45 dias, a polícia descobriu que Barbara tinha contatos para comprar a droga direto do Paraguai e que usava distribuidores para comercializar o produto para traficantes de bairros periféricos da Grande Vitória e também em bairros de classe média da Serra.

Junto com Barbara, a polícia prendeu o universitário Rafael Afonso Marins, 25, apontado como um dos distribuidores da droga.

“O tráfico está em todas as classes sociais. Acreditamos que a organização usava um universitário de classe média para não chamar a atenção. Ele ganhava uma comissão entre R$ 1.800 e R$ 2 mil por cada encomenda que entregava”, contou o delegado.

Ele foi preso em um supermercado de Laranjeiras, onde entregaria uma encomenda de cinco quilos da droga para Weverton Lonardelli da Silva Santos, 20, e Lucas Heleboski Jacintho, 21, que também foram presos.

Segundo a polícia, a dupla levaria a droga para o bairro Vila Nova de Colares, na Serra, onde seria comercializada para usuários.

Enquanto Rafael era preso, os policiais continuaram monitorando Barbara, que estava em um dos imóveis usados pela quadrilha, segundo a polícia.

Após algum tempo sem conseguir contato com seu fornecedor, Barbara foi até o apartamento de Rafael para saber como tinha sido a negociação, mas, quando chegou ao local, foi capturada pela polícia.

“Ela era uma das principais fornecedoras de droga da Grande Vitória e movimentava 50 quilos de maconha por semana, equivalente a R$ 500 mil por mês”, afirmou Giorno.

Todos foram autuados por tráfico de drogas e associação para o tráfico e levados para o presídio.

A reportagem completa você lê na edição desta quarta-feira (11) do jornal A Tribuna.

Reportagem: Rafael Louzada

'



  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    '