Tribuna Online: notícias, esporte e cultura no Espírito Santo e do mundo – Mais abandono de animais nas férias
Search
sexta-feira 20 janeiro 2017
  • :
  • :

Mais abandono de animais nas férias

Animais abandonados. Foto: Rodrigo Gavini - 22/10/2015

Animais abandonados. Foto: Rodrigo Gavini – 22/10/2015

Na temporada de férias, muitas famílias optam por viajar para outras cidades ou estados. E é nesta época do ano que há um aumento significativo no número de animais domésticos que são abandonados nas ruas, principalmente em bairros menos movimentados.

Segundo a Sociedade Protetora dos Animais no Espírito Santo (Sopaes), o número de animais abandonados aumenta em cerca de 80% nesse período. Os principais motivos são viagem prolongada, dificuldade em sustentar financeiramente o animal ou quando ele tem problemas de saúde. “Muitos donos de animais, ao viajar, os deixam soltos nas ruas. Não é o adequado. A população precisa ter a guarda responsável dos animais e ter consciência de que o animal é uma grande companhia e precisa de cuidados”, explicou a presidente da Sopaes, Virgínia Brandão.

Segundo a protetora independente Lívia Guimarães, proprietária do abrigo “Au Au Carente”, o número de animais abandonados chega a dobrar nesta época do ano em relação a outros períodos. “Nesta época, há pelo menos um

animal recolhido nas ruas por dia. É algo triste, porque nem todos conseguem ser ajudados e não recebem um tratamento adequado”, afirmou.

Lívia reforçou a importância da guarda responsável dos animais. “Na rua, o animal sente dor, fome, frio e medo, além de estar exposto a diversos riscos, como atropelamentos e agressões. Não é um brinquedo. Tem de ter consciência, ter amor”, reforçou.

Um dos retratos deste abandono é a cachorrinha Sasha. Encontrada na Praia de Carapebus, na Serra, durante o período de férias, há um ano, ela foi resgatada, passou por tratamento veterinário e, ontem, foi adotada por uma família de Laranjeiras, no mesmo município.

Em Vitória, o Centro de Vigilância em Saúde Ambiental orienta quanto às responsabilidades de se adotar um animal, incluindo alimentação, alojamento e limpeza.

Weslei Radavelli

Confira a reportagem completa no Jornal A Tribuna

'



  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    '