Neto de Getúlio Vargas morre no Rio Grande do Sul. Polícia suspeita de suicídio

Getúlio Neto teria repetido o gesto (de tirar a própria vida) feito pelo pai e pelo avô. Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

Morreu nesta segunda-feira (17), em Porto Alegre, o neto do ex-presidente Getúlio Vargas, Getúlio Dornelles Vargas Neto. Getúlio Neto tinha 61 anos e era nascido no Rio de Janeiro. A Polícia Civil acredita em suicídio.

O corpo de Getúlio Neto foi encontrado em seu apartamento, onde ele morava com a filha – que estaria viajando. Ao chegar em casa, se deparou com o pai morto e um bilhete ao lado do corpo. Familiares confirmaram a morte, mas não quiseram se manifestar sobre o assunto.

A morte de Getúlio Neto é mais um triste episódio na família. Seu pai, Manuel Antônio Sarmanho Vargas, também se suicidou, em 15 de janeiro de 1997, aos 79 anos. Maneco, como era conhecido, morreu com um tiro no coração em sua fazenda em Itaqui, seguindo o mesmo gesto do seu pai, o presidente Getúlio Vargas, que, em 1954, se suicidou depois de pressão para deixar o cargo.

O neto de Getúlio Vargas residia na capital gaúcha e administrava os negócios da família. Ele deixa a companheira, a servidora do Tribunal de Justiça (TJRS) aposentada Denise Carneiro, e quatro filhos de dois casamentos anteriores.

 

Weslei Radavelli, com informações de agências

'



  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *