Processo aberto para demitir PM

soldado Maxson Luiz da Conceição

Foto: Antonio Cosme 26/03/2016

O soldado Maxson Luiz da Conceição, investigado como um dos líderes do movimento grevista da PM, em fevereiro, vai responder por um processo que pode terminar com sua demissão da PM.

Ele vai responder por um Procedimento Administrativo de Rito Ordinário (PAD-RO). É uma ação demissionária contra praças, que podem ser desligados ao fim das investigações. A decisão está no Boletim Geral da PM dessa quinta-feira (18).

Por conta do processo, o soldado fica afastado do trabalho e têm os benefícios cortados. Ele está em liberdade. Maxson afirmou desconhecer a decisão. “A partir do momento em que for intimado, posso dar informações. Sou inocente!”.

Confusão

Nessa quinta, Maxson esteve na 12ª Delegacia Regional de Santa Teresa após denúncia de estelionato em vendas de rifas, mas foi liberado.

'