Tribuna Online: notícias, esporte e cultura no Espírito Santo e do mundo – Restaurantes sem caranguejo por uma semana no Estado
Search
quinta-feira 19 janeiro 2017
  • :
  • :

Restaurantes sem caranguejo por uma semana no Estado

Caranguejo-uçá. Foto: Divulgação / Polícia Militar Ambiental.

Caranguejo-uçá. Foto: Divulgação / Polícia Militar Ambiental.

O período de “andada” do Caranguejo-Uçá (Ucides Cordatus) começa nesta sexta-feira (13) em Anchieta, e no dia 28 de janeiro para todo o Estado. Este é o primeiro período de andada do caranguejo-uçá em 2017, seu período de reprodução, em que machos e fêmeas saem de suas galerias para acasalamento e andam pelo manguezal para liberação de ovos.

Durante este período, fica proibida a captura, o comércio e o depósito dos crustáceos, pois os animais ficam vulneráveis à pesca predatória. A proibição é feita para a preservação da espécie e sua reprodução.

Caranguejo-uçá. Foto: Divulgação / Polícia Militar Ambiental.

Caranguejo-uçá. Foto: Divulgação / Polícia Militar Ambiental.

O Caranguejo-Uçá tem três períodos de andada. Em Anchieta, o 1º Período acontece de 13/01 a 19/01 e 28/01 a 04/02; o 2º Período: de 11/02 a 18/02 e 27/02 a 05/03; e o 3º Período: de 13/03 a 20/03 e 28/03 a 03/04. Nas demais regiões do Estado, eles ocorrem de 28/01 a 04/02; o 2º Período: de 27/02 a 05/03; e o 3º Período: de 28/03 a 03/04.

Durante o período de andada, os restaurantes não podem comercializar ou estocar o crustáceo, e ficam uma semana sem oferecer a iguaria. “A gente fica uma semana sem caranguejo porque não pode ter estoque, e na portaria diz que também é proibida a comercialização de caranguejo vindo de outro estado”, conta o empresário Carlos Augusto Barbarioli, do Ilha do Caranguejo.

“Não afeta tanto as vendas. Apesar do caranguejo ser um dos pratos que mais sai, nós temos uma gama de produtos para atender nossos clientes. Nós dependemos do caranguejo e temos que respeitar a época de reprodução”, afirmou.

Segundo a Polícia Militar Ambiental, a fiscalização e as ações educativas serão intensificadas durante o período, uma vez que a pesca predatória ameaça a sustentabilidade dos recursos pesqueiros.

Quem descumprir a proibição, pode responder por crime ambiental, com pena prevista de detenção de um a três anos e multa.

De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente do Espírito Santo, que publicou no Diário Oficial uma portaria com os períodos de defeso para a andada do caranguejo-uçá em 2017, nesses intervalos fica proibida: a captura do caranguejo-uçá, o confinamento em cativeiro, o transporte, o armazenamento, o beneficiamento e a industrialização, e a comercialização.

'



  • One thought on “Restaurantes sem caranguejo por uma semana no Estado

    1. WALDIR FERREIRA DA SILVA

      Sou a favor de novas eleições embora reconheça que atualmente temos como Presidente uma pessoa séria e comprometida com a responsabilidade do cargo

      responder

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    '