Tribuna Online: notícias, esporte e cultura no Espírito Santo e do mundo – Um dia de modelo para comemorar o divórcio
Search
sexta-feira 20 janeiro 2017
  • :
  • :

Um dia de modelo para comemorar o divórcio

Josi posou na Praia dos Padres. Fotos: Reprodução / Felipe Aragão

Josi posou na Praia dos Padres. Fotos: Reprodução / Felipe Aragão

Uma história de amor que tinha tudo para dar certo, mas não deu, e quando acabou teve seu ponto final registrado em uma sessão fotográfica em comemoração ao divórcio.

As fotos foram feitas há três semanas na Praia dos Padres, em Guarapari, depois que a professora de Matemática Josiane dos Santos Manhães, conhecida como Josi Manhães, 36 anos, colocou fim em um relacionamento de aproximadamente um ano (entre namoro, noivado e casamento), com um vendedor também de 36 anos.

Josi contou sua história ao Jornal A Tribuna, e ela foi publicada no sábado (7).

Ela posou com o mesmo vestido usado na cerimônia, mas com frases clichês de casamento para protestar contra o ex-marido. O casal já havia namorado anos antes, se reencontrou no início de 2016, e se apaixonou novamente.

Josi posou na Praia dos Padres. Fotos: Reprodução / Felipe Aragão

Josi posou na Praia dos Padres. Fotos: Reprodução / Felipe Aragão

Ela mora em Guarapari e ele na Serra, mas a distância de aproximadamente 60 quilômetros não impediu a reaproximação do casal.

O casamento foi em agosto, na Praia dos Padres, segundo Josi. “Quando reatamos, ele disse que era evangélico e que, para fazer tudo certo, gostaria de casar. Eu aceitei, mesmo não tendo religião. Por conta das nossas profissões, decidimos morar em casas separadas, eu em Guarapari e ele na Serra”, contou.

O casal se encontrava às quartas e sextas-feiras. “Algumas semanas depois do casamento, percebi que ele estava sempre cansado para ir para Guarapari, e dava desculpas. Ele mora em um local próximo a uma avenida movimentada, e há muito barulho em casa. Uma sexta eu liguei e quando ele atendeu havia um silêncio assustador. Achei estranho e telefonei para o fixo. A mãe dele atendeu e disse que imaginou que ele estava comigo.”

Josi desconfiou e, por conta das desculpas dadas pelo marido, decidiu terminar o casamento. No início de dezembro, eles assinaram o divórcio, e Josi decidiu fazer um book de fotos sensuais com o vestido usado no casamento. Escolheu a mesma praia, fez o mesmo penteado e maquiagem, e pediu a um grafiteiro da cidade para escrever nele frases clichês de casamento como “felizes para sempre ” e “até que morte os separe”. “Não me arrependo de ter casado. Fiz o ensaio para mostrar às mulheres que elas não devem ter vergonha da sociedade. Infelizmente isso ainda acontece muito.”

Luciana Almeida

Confira a reportagem completa no Jornal A Tribuna de sábado

'



  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    '