Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Aulas estão mantidas em escolas da rede municipal de Vila Velha

Notícias

Cidades

Aulas estão mantidas em escolas da rede municipal de Vila Velha


As aulas na rede municipal de ensino de Vila Velha estão mantidas nesta sexta-feira (14). "A Prefeitura não interfere nas decisões de nenhuma categoria e respeita os profissionais, pais/responsáveis e alunos", informou por meio de nota a prefeitura canela-verde. A greve geral será em defesa da aposentadoria, da previdência pública, da educação e do emprego.

Porém, segundo João Paulo de Faria Cardozo, representante dos professores da rede municipal de ensino de Vila Velha no Sindupes, a categoria vai aderir ao movimento, conforme aprovado em assembleia, realizada no dia 8 de maio deste ano.

Sede administrativa da Prefeitura de Vila Velha (Foto: Claudiano Gomes/PMVV)
Sede administrativa da Prefeitura de Vila Velha (Foto: Claudiano Gomes/PMVV)

Por outro lado, os professores da rede municipal de Cariacica vão aderir à greve.  “Com relação às aulas, a reposição será programada para ser realizada aos sábados”, explicou a secretaria municipal de educação da cidade.

No Estado, o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Espírito Santo (Sindirodoviarios) notificou que irá aderir à greve geral.

Na terça (11), o presidente do sindicato, José Carlos Sales Cardoso, disse que eles vão iniciar a campanha para garantir a adesão dos motoristas e cobradores de ônibus. Além de um comunicado, vão passar com carros de som nas garagens e terminais chamando os trabalhadores para participarem da greve.

Um novo comunicado será emitido pelo Sindirodoviarios na tarde desta quarta-feira (12).

Também na terça, o GVBus informou que “entrou na justiça com um pedido de abusividade de greve. A peça também pede corte de ponto, multa e que 100% da frota esteja na rua na sexta-feira dia 14, para que o direito de ir e vir da população da Grande Vitória seja garantido”.

Procurado pela reportagem nesta quarta, o GVBus disse que ainda não há novidades sobre o caso.

Veja mais:

Caminhoneiros rejeitam greve de sexta: "Coisa da esquerda"


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados