Search
sábado 16 dezembro 2017
  • :
  • :

Fla perde e leva pressão para o Maracanã

Gigliotti empata para o Independiente no 1º tempo. Foto: Agustin Marcarian/Reuters

Pela primeira vez na Copa Sul-Americana, o Flamengo precisará reverter um resultado e, justamente, na decisão para faturar o título da competição. Nesta quarta (6), a equipe carioca perdeu para o Independiente (ARG) por 2 a 1, em Avellaneda, no primeiro jogo da decisão. Assim, terá que vencer por dois gols de diferença a partida de volta, marcada para o próximo dia 13, no Maracanã. Se ganhar por apenas um gol de vantagem, o duelo vai para a prorrogação e depois para os pênaltis.

Desde que estreou na Copa Sul-Americana, na segunda fase, o clube rubro-negro havia vencido ou ao menos empatado o confronto de ida. O time venceu o duelo inaugural diante do Palestino, Fluminense e Júnior Barranquilla. O único empate foi diante da Chapecoense.

Aliás, a derrota para o Independiente foi a primeira da equipe na competição. Até então, defendia uma invencibilidade de oito jogos -seis vitórias e dois empates. O Flamengo joga também para colocar fim a um jejum que já dura 18 anos. A última vez que o clube sagrou-se campeão de uma competição desse porte foi em 1999, quando faturou a Copa Mercosul. Na oportunidade, venceu o Palmeiras na decisão.

A final da Copa Sul-Americana interessa diretamente para Vasco e Atlético/MG, sétimo e nonos colocados no Brasileirão. Caso o time rubro-negro conquiste o título, a equipe cruzmaltina disputará a fase de grupos da Copa Libertadores-2018, enquanto os mineiros garantem vaga na pré-Libertadores.

No duelo na Argentina, o Flamengo começou bem e abriu o placar em um lance de bola parada. Aos 8 minutos, Trauco cobrou falta e Réver, de cabeça, mandou para o gol. O Independiente não se abateu e pressionou. Com muitas jogadas pelo lado de campo, a equipe criou chances para empatar. No entanto, conseguiu igualar o resultado em um contra-ataque. Gigliotti recebeu livre e finalizou com tranquilidade, aos 28.

O time da casa continuou superior e obteve a virada no início da etapa complementar. Após jogada pela esquerda, Meza bateu de primeira, aos 7 minutos. O Flamengo buscou o empate, mas não conseguiu.

 

A cobertura completa da partida na edição desta quinta-feira de A Tribuna




  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *