Search
domingo 17 dezembro 2017
  • :
  • :

Presidente da Desportiva é preso em operação da Polícia Federal

Edney José da Costa

Edney Costa foi preso na operação da Polícia Federal. Carga de cocaína estava em contêiner, que iria para porto. Foto: Henrique Montovanelli/Desportiva Ferroviária

O presidente eleito da Associação Desportiva Ferroviária, Edney José da Costa, está entre os sete suspeitos presos nessa quarta-feira (6) pela Polícia Federal (PF), numa operação que flagrou e apreendeu 246 quilos de cocaína.

A apreensão aconteceu entre os bairros Cobilândia e Rio Marinho, em Vila Velha, na tarde dessa quarta. A droga estava dentro de um contêiner, misturada com uma carga de milho.

Segundo informações da Polícia Federal, aproximadamente 246 quilos de cocaína estavam prontos para ser encaminhados para o porto de Vila Velha.

Os nomes dos presos não foram divulgados. No entanto, a prisão de Edney foi confirmada por familiares dele, que estavam em frente à sede da Polícia Federal, São Torquato, na noite dessa quarta.

Um jovem, que afirmou ser namorado da sobrinha de Edney, disse que não sabia detalhes do que tinha acontecido, nem qual o grau de envolvimento dele no caso.

“Estou esperando minha namorada chegar para ver se ela, como familiar, consegue descobrir alguma coisa, ou até vê-lo”, disse o rapaz, que não quis se identificar.

Procurada pela reportagem de A Tribuna, a Desportiva Ferroviária informou, por nota, que houve a suspensão de Edney das atividades do clube, ainda nessa quarta-feira.

A nota diz que: “Diante do suposto envolvimento do presidente eleito Edney José da Costa, que tomaria posse no dia 1º de janeiro de 2018, a diretoria se reuniu na noite desta quarta-feira e decidiu pela suspensão dele nas atividades do clube, até que o caso seja esclarecido, também respeitando os direitos de defesa do presidente eleito”, afirma a Desportiva.

Ainda segundo o comunicado, será convocada nova reunião entre diretoria e conselho para tomar as medidas cabíveis e avaliar a possibilidade de novas eleições. Costa já tomava decisões visando a próxima temporada da equipe grená.

A Polícia Federal conduziu os sete suspeitos para a sede em São Torquato para prestar depoimento, em seguida, eles seriam levados para o sistema prisional.

Reportagem: Katherine Paiva




  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *