Search
domingo 17 dezembro 2017
  • :
  • :

Prevenção é ainda o melhor remédio

 Schariff: “É muito importante não fumar e evitar estresse

Schariff: “É muito importante não fumar e evitar estresse. Foto: Leone Iglesias

Apesar de avanços na Medicina que possibilitaram o tratamento e até mesmo a cura de doenças, médicos afirmam que a prevenção deve ser prioridade no dia a dia da população.

Especialistas alertam ainda para a importância da detecção precoce de problemas, como câncer, que podem ter chances de cura se descobertos no início da evolução. O cardiologista e cirurgião cardiovascular Schariff Moysés alertou que, para evitar doenças cardiovasculares graves, é preciso controlar a hipertensão, colesterol, diabetes e obesidade.

“Também é muito importante não fumar, evitar o estresse e o sedentarismo, pois isso vai prevenir diversas doenças.”

O cardiologista e coordenador da cardiologia clínica do Hospital Evangélico e professor da Multivix, Diogo Barreto, ressaltou que há uma dieta específica para pacientes cardíacos e hipertensos.

“Eles devem consumir mais frutas, hortaliças, oleaginosas, peixes e frango, e reduzir gorduras, açúcar e sal. O consumo de chocolate 70% e uma taça de vinho ao dia também são benéficos para o paciente.”

O urologista do Hospital Metropolitano Carlos Chagas afirmou que hábitos saudáveis também são importantes contra sintomas urológicos.

“É importante urinar com frequência, como de manhã, de tarde e de noite, sempre após a relação sexual, beber bastante líquido para manter a urina clara, evitar usar aducha do vaso após urinar e tomar banho após defecar. Medidas simples evitam a infecção urinária, que pode se tornar grave.”

O oncologista do Centro Capixaba de Oncologia (Cecon) Loureno Cezana explicou que ter uma boa alimentação, fazer exercícios regularmente, evitar o tabagismo e alcoolismo também previnem diversos tipos de tumores.

“Fazer exames periódicos, como asmulheres contracâncer de mama a partir de 40 anos e homens acima de 55 anos e que fumaram por anos, é essencial para o diagnóstico precoce do câncer.”

O urologista, presidente da Sociedade Latino-Americana de Urologia e doutor em Uro-Oncologia pela Universidade de Düsseldorf, Alemanha, Marcelo Bendhack, afirmou que o que mais leva o homem a temer uma consulta é o imaginário sobre os exames de toque contra câncer de próstata.

“O que vale para a saúde de qualquer homem é estabelecer uma programação, no mínimo anual, para check-up. Isso significa que você está cuidando da sua saúde.”

Kelly Kale




  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *